Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Daily Echo

a minimal boost. Breaking habits!

18.08.18

De minimalista nómada a zero waste de casa fixa

Monica
Muitas coisas tiveram de mudar para que a vida seguisse o rumo que queria que seguisse e uma delas foi com certeza, a minha visão das coisas e como me sentia com elas.Há pouco tempo, numa conversa sobre idades e aniversários, disseram-me o seguinte "vais fazer 30? aos 30 tudo é diferente. Começas a ter uma perspetiva diferente da vida e começas a ligar menos ao que a sociedade impõe" - Ao ouvir isto, a única coisa que me passou pela cabeça foi "bem, já tenho 30 desde que tinha 16 (...)
01.08.18

A nossa casa

Monica
À medida que me situo e tento perceber onde estou, olho em volta e noto que existem coisas familiares: os azulejos azuis, a cisterna, a forma da casa. Mas está tudo diferente.  Existe um portão e uma vedação à volta. Olho para as minhas mãos e parece que fui eu que as pus... tento perceber o que sinto à medida que estou a descobrir aquele local e sinto-me em casa. Apesar de tudo me parecer estranho é tudo tão familiar como se tivesse assistido a todas as mudanças que aquela (...)
31.07.18

Mitos e lendas

Monica
Quase! quase no final do projeto 333. Vamos considerar uma vitória, tirando os acidentes com os ténis!  Mas nem tudo é mau, nem tudo é feio e continuamos na nossa vida. O armário está a compor-se, já está todo separadinho e arrumado ao contrário do resto da casa, que continua de pantanas com coisas que nem sequer são minhas.  Entretanto, o pedido do closet tour foi meio anulado. Não tenho condições de o fazer em casa, com obras e desarrumação e, obviamente, não vou para (...)
21.07.18

Voltei à realidade

Monica
Quem me vê de fora pensa que sou super organizada - organizo as minhas notas no evernote, tenho caderninhos com todo o tipo de informação - mas a verdade é que sinto que sou muito desorganizada, não sei se porque nunca estou satisfeita como as coisas estão ou como faço as coisas ou se pelo turbilhão de ideias que passam na minha cabeça ao minuto. Uma coisa é certa: não sei estar quieta, não sei parar e estou sempre a fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Não sei se é bom, mas (...)
18.07.18

Queria definir cores e acabei com 2 armários!

Monica
Vamos falar de cores?Depois de algum tempo sem comprar, perceber o que tenho, o que uso e o que gosto mas não uso de todo, percebi que faltava analisar as minhas cores. Talvez analisar não é bem o termo mas queria que o meu armário não tivesse mais que 3 cores. Mas claro, estes objetivos mentais nem sempre são funcionais então decidi por mãos à obra com o que tenho. De início, ao destralhar, percebi imediatamente que cores usava mais ou não mas no arco íris de cores que (...)
13.07.18

Prefiro quebrar-me a quebrar uma promessa

Monica
Depois de contagiar algumas pessoas com a curiosidade do armário cápsula, de ajudar uma amiga e de dar consultoria a outras três pessoas, decidi expandir mais o conceito e criar mais conteúdo com as minhas experiências e vivências. Para mim, o armário cápsula é mais que um simples armário, é um definição de quem sou através das roupas e, por nunca ter tido uma relação forte com elas, acho que é ainda mais especial. Criei um 
07.07.18

1 mês de projeto 333

Monica
Faz hoje 1 mês que estou com o projeto 333. -- uhhh, we party hard!!!  Este desafio tem sido...bem, uma montanha russa. Quando comecei, achei que não era capaz. Comecei a separar a roupa e achei muito pouca, apesar de toda combinar entre si.  Fiquei ainda mais apavorada quando vi que dessas 33 peças, tinha de incluir sapatos e casacos. Já passei por várias fases e acho importante mencionar, porque nem tudo é um mar de (...)
06.07.18

Marie is losting the plot

Monica
Quando decidi construir este meu canto, era para estar sossegada. Mas as coisas foram evoluindo, eu percebi que não podia estar sempre sozinha e, hoje, percebo que existe aqui uma comunidade brutal a ser explorada.Uma pessoa acha que está sempre sozinha no mundo. Sou daquelas pessoas isoladas que observa muito como se fosse um mirone, mas não se junta a ninguém, que vê um perfil, lê uns comentários, vai ver quem foi aquela pessoa que comentou algo engraçado e acaba por encontrar (...)
03.07.18

Calado, certo e seguro

Monica
Isto talvez seja uma carta de amor. Ou talvez não. Não sei muito bem o que define uma carta de amor. Não me lembro quando te vi a primeira vez. Não me lembro das nossas primeiras palavras, de quando me fizeste sorrir pela primeira vez, mas lembro-me quando me apercebi que eras uma presença necessária na minha vida. Lembro-me apenas que me sentia bem com a tua presença. Faço alguma comparação entre ti e o primeiro homem da minha vida, o meu avô - ambos calados, ambos certos e (...)
29.06.18

Parar e respirar

Monica
Não sei quando comecei a comprometer-me com coisas. Com promessas próprias, com a minha palavra e pensamentos e não sei quando terminar aquilo que definia para mim, se tornou tão importante.  Sempre achei que podia ser mais. Mais do que os ascendentes, ter mais do que eles poderiam oferecer, ser mais do que eles alguma vez foram, fazer a diferença, preencher vazios incompreensíveis, levantar-me e fazer por mim. Não me lembro quando me tornei tão obcecada em ser melhor. Em ser (...)