Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Daily Echo

Breaking habits

26
Set17

Quando temos tudo, temos tudo a perder.

Monica Nobre

Depois do portão de ferro havia um quintal. Com chão de pedras brancas irregulares e uma escada. Sei que o quintal era grande o suficiente para fugir de ti e tu fingires que não me conseguias apanhar.

Eu sabia a bondade que havia em ti. Desde que nasci que cuidavas de mim e nunca precisaste de dizer nada e eu precisei que me dissesses.

Eu sei que eras amigo do outro rapaz que vivia conosco. Sei que a mãe dividiu a casa com a amiga porque não dava para pagar a tua escola e a minha. 

Lembro-me da mãe me deixar no carrinho a dormir porque estavas ali. E se estavas perto, podia adormecer descansada que mesmo que acordasse com o mundo em chamas, tu estarias a dar-me a mão.

Lembro-me de acordar e querer ir brincar contigo. Como sempre. E sei que o outro rapaz não deixou e obrigou-te a prender-me no carrinho. Eu vi o teu olhar de culpa e lembro-me tão bem desse olhar que ainda hoje me parte o coração. Olhares daquela maneira como se tivesses a pedir desculpa, pelo que ias fazer, para ganhares um amigo. Eu chamei por ti mas não queria que te sentisses culpado, queria que soubesses que percebo. E estar presa no carrinho não é nada confortável. Chamei-te para te dizer que não me intrometo enquanto brincares com ele. Mas prendeste-me. 

Vi-te afastar enquanto ele te levava aos empurrões. E quando te foste embora eu tentei soltar-me. 

Não sei quanto tempo estive a tentar sair mas lembro-me de olhar para cima e ver-te a desprender-me do raio do carrinho e a pedires desculpa como se tivesses feito a pior coisa do mundo. 

Desprendeste-me e saiste a correr. 

Fiquei no carrinho na mesma para não te meteres em trabalhos. Brinca lá à vontade com ele. 

Sei que foste o melhor irmão que podia haver. E que tens o coração do tamanho do mundo. 

Mas obrigada por me salvares sempre.

Por me teres desprendido.

Por pedires desculpa.

E por teres traduzido todo o episódio dos simpsons para mim, nessa noite, sem que te chateasses comigo porque estava a atrasar e não percebeste metade do episódio.

Eu sei que inventaste metade das falas, mas obrigada por isso.